Campanher está presente: Santiago-RS

A Campanher atua em varias cidades do Brasil, do Uruguai e da Argentina. Vamos trazer periodicamente resumos destas cidades no canal “Campanher está presente”, com objetivo de divulgar e valorizar ainda mais os locais em que a empresa atua.

Santiago é a cidade sede da Campanher; cidade da fundação da empresa. Acesse história – Acesse Três momentos da Sede da Campanher

Características:

Santiago é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

Localizado na região central do Rio Grande do Sul, Santiago é conhecido como a “Terra dos poetas “, devido a tradição literária e berço de muitos poetas de renome nacional e internacional. Terra com história riquíssima e belezas naturais. Santiago, além disso, possui o Festival da música Crioula de Santiago, por onde já passaram famosos cantores e compositores tradicionalistas. Município reconhecido pelo seu orgulho nas tradições Farroupilhas.

As referências sobre o local onde situa-se o Município de Santiago, datam desde a época em que ocorreu a ampliação das Missões do Paraguai, quando os Jesuítas, alcançando a margem oriental do rio Uruguai, fundaram povoações em territórios do Rio Grande do Sul, no século XVIII.

Com a introdução do gado em 1534 pelos Jesuítas, organizaram-se pequenos currais nas cercanias dos povoados. Para transportar o gado das grandes estâncias até as aldeias, distribuídas no Planalto Meridional, utilizavam-se os desfiladeiros em Santa Maria da Boca do Monte e de Santiago do Boqueirão.

Assim, a Coxilha Seca que se prolonga até as terras baixas de São Francisco de Assis e que começa na elevação das nascentes dos rios Itu e Curuçu – o chamado Boqueirão – era uma passagem natural do gado procedente das estâncias missioneiras.

Conta-se que em 1756 foi erguida uma capela pelos padres jesuítas em homenagem ao Santo Apóstolo Tiago, decorrendo daí o nome do Município.

Em torno de 1860 iniciou o processo que acelerou modificações na paisagem humana das Missões. Funda-se a quatro léguas do povo de São Luís das Missões, uma colônia que assentou 350 alemães, 14 belgas, 5 franceses e 4 suíços.

Os Polacos começaram a chegar no final da década de 1890 do século passado, com o estabelecimento da colônia de Jaguari, estendendo-se até as localidades de Sanga da Areia e Ernesto Alves.

Se os alemães e os italianos foram predominantes no fluxo de imigração européia na região missioneira, elementos de outras nacionalidades também trouxeram sua valiosa contribuição, como suíços, belgas, poloneses e franceses. Em síntese, as colônias estabelecidas a partir de 1860 na região missioneira proporcionaram diversificação de tipos humanos no Município de Santiago, como nos Municípios vizinhos, de procedência predominantemente européia.

Santiago possui um campus da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) e quatro polos universitários da modalidade EAD/Conectado: Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Universidade do Norte do Paraná (UNOPAR) e Universidade Internacional de Curitiba (UNINTER) e o Sistema Educacional Galileu (SEG). Possui ainda, uma unidade da Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes, especializada em cursos preparatórios para concursos públicos, exame da OAB, pós-graduação, entre outros.

Santiago é berço de diversos escritores, como Antonio Carlos Machado, Aureliano de Figueiredo Pinto, Caio Fernando Abreu, José Santiago Naud, Manuel do Carmo, Oracy Dornelles, Ramiro Frota Barcelos, Sílvio Duncan, Túlio Piva, Zeca Blau, entre outros.

Fundação: 5 de janeiro de 1884
Gentílico:  santiaguense
Área: 2 413,075 km²
População:  50 622 habitantes. IBGE/2014
Clima: subtropical úmido

Site da Prefeitura:
http://www.santiago.rs.gov.br

Wikipédia:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Santiago_(Rio_Grande_do_Sul)